Redação O Canhão

Redação O Canhão

Jornalismo
Tempo de leitura: 2 minutos

Em alusão ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, a Secretaria de Saúde aldeense vai realizar uma programação especial no Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil, o Capsi. Na terça-feira (02), das 9h às 12h, o dispositivo da rede de saúde mental vai promover palestras, oficinas e comemoração dos aniversariantes do mês na unidade. O evento integra a programação da 1ª Semana de Conscientização do Autismo realizada no município, com o apoio do Poder Público. O CAPSi de São Pedro da Aldeia atende crianças e adolescentes na Rua São Pedro, nº 36, no bairro Estação, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30.

“Quanto mais abrangência a gente puder dar a esse distúrbio neurobiológico, que compromete o desenvolvimento do sujeito de forma única, e puder tornar ainda mais claro para quem lida com esses sintomas e sinais, mais importante se torna o evento. Sabemos que é possível se perceber os primeiros traços no primeiro e segundo ano de vida da criança, então muitas vezes a desinformação faz com que um agravamento ou uma procura por um profissional de saúde seja tardia, impactando na resolutividade das nossas ações. Poder falar disso e separar um momento para discutir os efeitos que repercutem na vida da criança, do familiar, do profissional de educação, que os acolhe na escola, e os de saúde, que os recebem para tratar, faz com que maior seja a garantia de que possamos intervir nesses sinais e gerar menos inadequação à criança ou ao adolescente. A importância do CAPSi estar junto nessa ação é, de fato, dizer que há tratamento, que nós podemos cuidar. Estaremos acolhendo esses usuários e pensando que pontos da rede de cuidados eles também vão precisar estar presentes, para que de fato possamos cuidar de forma integral”, destacou a coordenadora de Saúde Mental, Rosemary Calazans Cipriano.

A programação será iniciada com o tema de abertura “O CAPSi como dispositivo de tratamento aos usuários autistas”. Durante a manhã serão abordados ainda assuntos como medicalização e a importância da participação de pais e responsáveis; a clínica e construção de projetos terapêuticos no CAPSi; benefícios e direitos garantidos aos usuários; e o impacto dos momentos de convivência no tratamento de pacientes autistas. Na oportunidade, as crianças participarão de oficinas com pais e os responsáveis.

O Centro de Atenção Psicossocial Infanto-juvenil aldeense conta com uma equipe multiprofissional formada por psiquiatra, psicólogo, fonoaudiólogo, assistente social, enfermeira, técnica de enfermagem, administrativo, recepcionistas, auxiliar de serviços gerais, cozinheiro, voluntárias de psicologia e estagiárias de serviço social. Os pacientes atendidos no dispositivo possuem um projeto terapêutico singular, que indica os dias da semana que precisarão comparecer ao CAPSi, a intensidade do tratamento e a necessidade de alimentação e transporte. O CAPSi é uma das portas de entrada para a rede de Saúde Mental do município, além de receber encaminhamentos, e a primeira unidade a ser inaugurada em toda a Baixada Litorânea.

Na Praça Agenor Santos, no Centro da cidade, a estrutura para as atividades da 1ª Semana de Conscientização do Autismo contará também com o apoio da Prefeitura, por meio da Subsecretaria de Esportes e Lazer, que cederá tendas. A Coordenação de Educação Inclusiva da Secretaria de Educação participará do evento prestando orientações gerais a respeito do TEA e das matrículas de crianças com o transtorno em unidades escolares. A mobilização está marcada para esta terça-feira (02), a partir das 13h. A programação vai contar, ainda, com a presença do psicólogo e especialista Fábio Coelho, responsável por ministrar uma palestra sobre a temática.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de uso, denuncie. Leia a Política de comentários para saber o que é impróprio ou ilegal.